domingo, 17 de junho de 2018

EFEMÉRIDES DE JUNHO: CLIQUE PARA SABER MAIS.

"TONHECA" FOI HOMENAGEADO NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DE SÃO PAULO

Recordista de ciclismo é homenageado na Alesp.
Larissa Seretti - Foto : Raphael Montanaro
Homenagem ao recordista mundial de ciclismo, Antonio Pinto Silva - o Tonheca
Uma homenagem ao recordista mundial de ciclismo Antonio Pinto Silva, o Tonheca, foi realizada nesta quinta-feira (14/6), no auditório Franco Montoro da Alesp. 
O atleta foi homenageado pelo recorde alcançado: percorreu 508,3 km, na categoria rolo livre, entrando no Guinness Book (Livro dos Recordes). Foram aproximadamente 12 horas de prova. 
"A Assembleia Legislativa de São Paulo está reconhecendo o trabalho do Tonheca. Como médico, devo estar sempre incentivando o esporte, e ele faz esse incentivo continuamente. Estamos homenageando pelo que fez pelo estado de São Paulo", disse o deputado Luiz Carlos Gondim (PTB), autor da homenagem. 
Antonio Pinto da Silva, de 48 anos, nasceu em Salesópolis, na Região Metropolitana de São Paulo. O recordista conheceu o ciclismo em 2007, ao decidir comprar uma bicicleta para se locomover no dia a dia. "Em 2010 iniciei o Mountain Bike, com provas curtas, depois me descobri nas provas de resistência. E fazendo um evento para despertar a solidariedade nas pessoas, em Salesópolis, fiquei duas horas treinando e chamando atenção para que as pessoas trouxessem um brinquedo para uma criança. Então fui desafiado por um ciclista a realizar a prova do Guiness", disse o ciclista. 
Ele relatou como é a sua preparação para as provas. "Sigo a disciplina do Kendo, uma arte marcial, e tenho também uma alimentação natural, ou seja, digo não à suplementação". 
Estiveram presentes no evento os vereadores de Salesópolis, Mário Barbosa Pinto e Cláudio do Prado Moraes, o vereador de Salesópolis, Rodolfo Marcondes, o treinador Donizete de Moraes, Paulo de Jesus Pereira, representante do professor José Hermes Wuo e Fábio Amador Bueno, editor do livro Grandes Mestres e diretor da Bueno Editora.


Paulo de Jesus Pereira, Cláudio do Prado Moraes, Antonio Pinto Silva, Luiz Carlos Gondim, Mario Barbosa Pinto, Rodolfo Marcondes, Treinador Donizete de Moraes, Fabio Amador Bueno.


Paulo de Jesus Pereira, Claudio do Prado Moraes, Antonio Pinto Silva, Luiz Carlos Gondim, Mário Barbosa Pinto, Rodolfo Marcondes, Donizete de Moraes e Fábio Amador Bueno.

Homenagem ao recordista mundial de ciclismo, Antonio Pinto Silva - o Tonheca

"FOLHATEEN" CONDENADA POR REPORTAGEM LEVIANA

Promotoria obtém condenação do Grupo Folha por publicação imprópria para adolescentes. 
Matéria violou desenvolvimento de maturidade sexual.

Em ação civil pública ajuizada pela Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude, a empresa Folha da Manhã, responsável pelo jornal "Folha de São Paulo" e conhecida como Grupo Folha, foi condenada ao pagamento de indenização no valor correspondente ao faturamento obtido com as vendas da edição do dia 5 de abril de 2010, com juros e correção. 
A decisão judicial visa a reparar danos morais difusos e coletivos causados por veiculação de matéria que lesou o direito à integridade psíquica de adolescentes. 
De acordo com a petição inicial da ação, assinada pela promotora de Justiça Luciana Bergamo, a "Folha de São Paulo" publicou, no caderno "Folhateen", voltado a adolescentes, uma matéria considerada inadequada para seu público-alvo. 
A publicação trazia o relato de jovens que, em troca de dinheiro, realizavam exibições sensuais via webcam e vendiam peças usadas de roupa íntima. 
Poucos dias após a publicação da reportagem, a Promotoria recebeu diversas mensagens eletrônicas encaminhadas por cidadãos que se mostraram indignados com o seu conteúdo, pelo nítido estímulo à prostituição, ainda que “virtual”, e ao desenvolvimento precoce da sexualidade.
Para a Promotoria, a empresa jornalística tratou a questão veiculada de forma leviana, inadequada aos jovens leitores, pessoas com personalidade em formação. 
"Não se trata de negar aos jovens leitores o direito de tomar conhecimento da realidade à sua volta. A forma como essa realidade foi exposta, entretanto, pecou pela falta de atenção ao desenvolvimento psicossocial do adolescente, em flagrante desrespeito à doutrina da proteção integral que informa o direito da criança e do adolescente", diz a promotora na inicial.
Ao acatar a tese do MPSP e condenar a Folha da Manhã, o Judiciário entendeu que a publicação "violou o desenvolvimento da maturidade sexual das crianças e adolescentes que a ela tiveram acesso". 

Núcleo de Comunicação Social
Ministério Público do Estado de São Paulo - Rua Riachuelo, 115 – São Paulo (SP)
comunicacao@mpsp.mp.br | Tel: (11) 3119-9027 / 9028 / 9031 / 9032 / 9039 / 9040 / 9095

ANTÔNIO SÉRGIO DA SILVA, DE SALTO DE PIRAPORA, ESTÁ DESAPARECIDO.


ACERVO DA FAMÍLIA
O ajudante de pedreiro Antônio Sérgio da Silva, de 48 anos de idade, está desaparecido desde 21 de maio em Salto de Pirapora. 
A namorada de Antônio, que reside com ele, relatou que o viu pela última vez no dia anterior. 
Ao acordar no dia 21, ela notou que o companheiro não estava em casa. Desde então, ele não foi mais visto e permanece com o telefone celular desligado.
Antônio tem aproximadamente 1,60 metro de altura, olhos e cabelos castanhos.
Quem tiver informações do paradeiro dele pode entrar em contato com a família pelos telefones (15) 99851-2457, (15) 99693-3408 ou (15) 99716-2159.
Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul.

1º Concurso de Poesia Junina 2018



O 1º Concurso de Poesia Junina 2018, sob a coordenação de Eliseu F. Campos, é uma homenagem às festas com cheiro de terra!
As inscrições se encerrarão no dia 26 de junho.
As festas juninas têm origem nos rituais dos antigos povos germânicos e romanos, que habitavam as regiões campestres, como forma de prestar homenagens a diversos deuses aos quais eram atribuídas as funções de garantir boas plantações, boas colheitas, fertilidade etc. 
Os ritos, eminentemente festivos, eram executados durante a passagem do inverno para o verão que, no centro-sul da Europa, acontece no mês de junho.
Esses rituais se caracterizavam com fogueiras e de balões (semelhantes aos que hoje são feitos com papel de seda), danças e cânticos. Na passagem da Idade Antiga para a Idade Média, com a cristianização dos romanos e dos povos bárbaros, essas festividades foram assimiladas pela Igreja Católica, que, como principal instituição do período medieval, soube também diluir o culto aos deuses pagãos do período junino e substituí-los pelos santos.
Com a colonização do Brasil pelos portugueses a partir do século XVI, as festividades juninas aqui foram se estabelecendo, sem maiores dificuldades, e ganhando um feitio próprio.
As comemorações das festas juninas no Brasil, além de manterem as características herdadas da Europa, como a celebração dos dias dos santos, também mesclaram elementos típicos do interior do país e de tradições sertanejas, forjadas pela mescla das culturas africana, indígena e europeia. Sendo assim, as comidas típicas (como a pamonha), as danças, o uso de instrumentos musicais (como a viola caipira) nas festas etc., tudo isso reflete milênios de tradições diversas que se fundiram.
(Brasil Escola. https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/festa-junina.htm>. 

Conheça abaixo o Regulamento do concurso:
1º CONCURSO DE POESIA JUNINA
TEMA: “BOLO DE MILHO”.
REGULAMENTO
INSCRIÇÕES:
De 10/06/2018 a 25/06/2018

PÚBLICO ALVO:
Escritores, poetas, estudantes e interessados, a partir de 16 anos de idade.

DA POESIA:
O participante deverá concorrer com uma única poesia, com o tema “Bolo de Milho”, que deverá ser inédita, digitada no máximo em 02 (duas) laudas, com fonte Times New Roman ou Arial, tamanho 12, e identificada por pseudônimo.

ENVIO:
A poesia deverá ser enviada, em dois anexos, até o dia 25 de junho, para: Coordenação do 1º Concurso de Poesia Junina, pelo e-mail: ferreira0473@hotmail.com.
No primeiro anexo, deverá conter apenas a poesia, com o título e o pseudônimo.
No segundo anexo, os dados do concorrente: nome completo, RG, endereço completo, nome da poesia e pseudônimo.

COMISSÃO JULGADORA:
O concurso, sob a Coordenação de Eliseu F. Campos, tem a Comissão Julgadora constituída por: Armando Oliveira Lima (presidente do Instituto Darcy Ribeiro), Sergio Diniz da Costa (escritor, poeta, membro da Academia Sorocabana de Letras e editor do jornal cultural ROL – REGIÃO ON LINE) e Aparecido Gonçalves Viana (presidente do grupo Coesão Poética de Sorocaba)

CRITÉRIOS DO JULGAMENTO:
Será observada, além da criatividade, a correção gramatical, podendo a poesia ser vertida em versos livres (sem obediência à métrica ou ao ritmo) ou versos brancos (sem rimas).
A decisão da comissão julgadora é irrecorrível.

PREMIAÇÃO:
O vencedor(a) receberá um Certificado mais um presente surpresa.

DIVULGAÇÃO DO RESULTADO:
A proclamação do vencedor(a) será divulgada dia 29 de junho, pelo jornal cultural ROL – REGIÃO ON LINE (www.jornalrol.com.br), bem como por postagem no Facebook.

DISPOSIÇÕES FINAIS:
É vetada a participação de qualquer pessoa com parentesco com os jurados ou o organizador do concurso.
A participação no concurso implica a aceitação na íntegra deste regulamento.

Fonte: Jornal ROL.