sexta-feira, 23 de junho de 2017

VÁ CATAR SUAS MERDAS, LULA!


Lula escreveu Twitter dizendo: "Quando você encontrar alguém no elevador, fale bom dia". 
 
A pergunta do Roberto Jefferson:
-------------- O que você falaria se encontrasse Lula no elevador?
 

OS IGUAIS QUE SE MATEM ENTRE SI...





O réu Aluízio Celestino ouve a sentença proferida pelo juiz Ricardo Augusto / Foto: Sérgio Santos.
O aposentado Aluízio Celestino da Silva, 77 anos, foi julgado culpado pelo crime de homicídio cometido contra o motorista - carreteiro José Benedito Pinheiro dos Santos, o 'Dito Patinha', 50, e sentenciado a cumprir uma pena de 6 anos de reclusão, em regime inicial aberto.
A sessão do Tribunal do Júri foi realizada nesta quinta-feira (22) no auditório da Câmara Municipal e presidida pelo Dr. Ricardo Augusto Galvão de Souza, juiz da comarca de Pilar do Sul.
A defesa do réu foi exercida pelo advogado Dr. Rodrigo da Silveira Camargo e duas assistentes, enquanto que a acusação ficou a cargo do promotor público Dr. Vitor Petri.
‘Seo Aluízio’ estava sendo julgado por homicídio qualificado, com as agravantes de ter utilizado meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima.
Mas tanto a defesa como a acusação convergiram na mesma tese, de que ‘Seo Aluízio’ cometeu homicídio simples, que deveria responder na exata proporção do crime cometido, mas sem as agravantes, e recomendaram aos jurados que as desconsiderassem.
O corpo de jurados, composto por quatro homens e três mulheres, sorteados entre os 25 jurados convocados para a sessão, seguiram a tese e consideram o réu culpado, mas sem as qualificadoras.
Ao final, o juiz Ricardo Augusto Galvão de Souza proferiu a sentença fixando a pena em 6 anos de reclusão. 
Inicialmente a pena deveria ser cumprida em regime inicial semiaberto, mas o juiz levou em consideração que o réu, preso no dia do crime, já ficou recluso por um período de dois anos e quatro meses, e alterou o regime para o aberto, com o direito do réu recorrer da sentença em liberdade.

O crime
O homicídio aconteceu na noite de 27 de fevereiro de 2015 no interior de um bar na rua José Piloto, no bairro Santa Cecília (leia aqui).
Segundo o processo, ambos consumiam bebidas alcoólicas quando se desentenderam. O idoso sacou de um canivete e golpeou a vítima no tórax.
'Patinha' ainda chegou a ser socorrido, mas morreu ao dar entrada no pronto socorro da Santa Casa.
'Seo Aluízio' fugiu, mas pouco depois foi preso e confessou a autoria do homicídio. 
Alegou que foi infortunado e agredido por 'Patinha', que 'perdeu a cabeça’ e o golpeou.
Do Blog do Sergio Santos.

ENQUANTO O BANDIDO NÃO MATA SUA MULHER, SERVE-SE DELA


A companheira de um dos presos do Centro de Detenção Provisória de Sorocaba foi surpreendida durante procedimento de revista, após acionar positivamente o equipamento detector de metais.
Ela acabou retirando em local reservado da unidade três invólucros que estavam escondidos em seu órgão genital. 
Um deles continha um micro celular, no outro uma porção de substância esverdeada análoga à maconha e, no terceiro, dois pequenos embrulhos contendo pó branco, semelhante à cocaína.
A visitante foi levada para o Plantão Policial de Sorocaba, onde foi lavrado o boletim de ocorrência de flagrante delito por tráfico de drogas artigo 33 da lei 11.343/06.
O preso que receberia os ilícitos foi isolado preventivamente e responderá procedimento apuratório disciplinar. 
Visitante flagrado tentando entrar com ilícito é automaticamente suspenso do rol de visitas.

EM NOME DE UM LINDO SENTIMENTO, OS HOMENS MATAM. VOCÊ ACHA QUE UM HOMEM COMO ESTE TEM CAPACIDADE DE AMAR?

Viu a camisa deste sujeito?
Observou o olhar deste sujeito?
O fato aconteceu em Itapetininga, divisa com São Miguel, às 23 horas do dia 21 último.
Uma equipe da Polícia Militar ouviu a informação que andarilhos estavam em volta de uma fogueira num posto de combustíveis desativado na Avenida José de Almeida Carvalho, Vila Leonor, e foi para lá investigar.
Não havia fogueira nenhuma. 
Era um corpo carbonizado.
Os policiais indagaram pelas imediações a respeito dos andarilhos e conseguiram localizar um indivíduo suspeito que inclusive apresentava manchas de sangue pelo corpo.
O andarilho chama-se Bruno Ribeiro Coimbra, tem 22 anos.
Este cara assumiu a autoria de um homicídio: relatou que cometera o delito por sentir ciúmes de Natalícia Pinheiro Leal, sua amásia de 61 anos, andarilha como ele.
Como foi?
O rapaz a agrediu e não satisfeito lançou álcool e cachaça sobre ela e botou fogo.
Testemunhou o final de um caso de amor o casal Jéssica e Tadeu, que foi ouvido na delegacia.
Bruno Ribeiro Coimbra está preso.
Daqui a um tempo, solto, irá atrás de outra mulher para satisfazer-se sexualmente e depois também matar, como fez com Natalícia.
Alguém duvida?
 

OI!

Resultado de imagem para 23 de junho

QUE DIA É HOJE?

Resultado de imagem para 23 de junho dia mundial do esporte olimpico

OLHA AÍ MAIS DINHEIRO: PIS/PASEP!

Notícias ao Minuto
Quem trabalhou com a carteira assinada em 2015 pode ter direito a receber um dinheiro extra este ano: termina na sexta-feira (30) da semana que vem o prazo para saque do abono salarial dos programas de Integração Social (PIS) e de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep), relativo ao ano-base 2015. 
O valor pode chegar a R$ 937, patamar atual do salário mínimo.
Têm direito ao abono os trabalhadores inscritos nos programas há pelo menos cinco anos e que tenham trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2015, com remuneração mensal média de até dois salários mínimos. 
É necessário ainda que os trabalhadores tenham tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).
Até 31 de maio, 1,83 milhão de trabalhadores ainda não haviam sacado o abono, o equivalente a 7,56% do total com direito ao saque. 
Segundo o Ministério do Trabalho, este é o balanço mais recente disponível. 
Passado o prazo para o saque, os valores não requeridos são destinados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
O valor a que o trabalhador tem direito pode variar de R$ 78 a R$ 937, dependendo de quanto tempo ele trabalhou formalmente em 2015. 
O abono PIS é pago pela Caixa Econômica Federal e o Pasep pelo Banco do Brasil. 
O primeiro destina-se a trabalhadores do setor privado e o segundo a servidores públicos.
Para sacar o PIS, o trabalhador que tiver Cartão Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Caso não tenha o cartão, pode receber o valor em uma agência da Caixa apresentando documento de identificação. 
Informações podem ser obtidas pelo telefone 0800 726 0227.
Os servidores públicos com direito ao Pasep devem verificar se houve depósito em conta. Caso isso não ocorra, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. 
Mais informações podem ser obtidas pelo número 0800 729 0001. 
Com informações da Agência Brasil.