segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

SÃO MIGUEL ARCANJO SE FEZ PRESENTE NA CORRIDA DE SÃO SILVESTRE/2.012.


SÃO PAULO, 31 Dez (Reuters) - O Quênia dominou a 88a edição da Corrida Internacional de São Silvestre, com a vitória de Edwin Kipsang e Maurine Kipchumba respectivamente nas provas masculina e feminina nesta segunda-feira.
O Brasil garantiu seu lugar no pódio com Giovani dos Santos, que terminou em quarto lugar a corrida realizada nesta manhã em São Paulo.
Com a vitória de Kipsang entre os homens, o Quênia chegou a 13 títulos da tradicional prova, dois a mais que o Brasil, encerrando um jejum que vinha desde 2009. 
Em 2010 a São Silvestre foi vencida pelo brasileiro Marilson Gomes dos Santos, e em 2011 pelo etíope Tariku Bekele.
Kipsang cruzou a linha de chegada com o tempo de 44min05s, ficando à frente de seus compatriotas Joseph Aperumoi (44min14s) e Mark Korir (44min20s). 
Giovani dos Santos, campeão da Volta da Pampulha, terminou a corrida com 44min51s.
Na prova feminina, Maurine Kipchumba venceu com 51min42s, seguida por Jackline Juma Sakilu, da Tanzânia, com 52min11s; e pela queniana Rumokol Elizabeh Chepkanan, com 52min50s.
A melhor brasileira na prova foi Tatiele Roberta de Carvalho, em sexto, com 54mins10. A última brasileira a vencer a São Silvestre foi Lucélia Peres, em 2006.

- Reuters Brasil.

MILTON FERREIRA


Logo mais, às 17 horas, o sepultamento do motorista Milton Ferreira, cujo passamento deu-se ontem, às 19 horas, em Pilar do Sul.
O extinto contava com 48 anos de idade e era filho de Laurentino Ferreira e Aparecida Maria Ferreira.
Casado com a senhora Ana Maria Domingues Ferreira, deixou a filha Débora.
O corpo está sendo velado na sala 1 do velório da empresa Camargo, de onde sairá para o Cemitério São João Batista, de São Miguel Arcanjo.

Fonte: P. F. Camargo.

ORLANDO PINHEIRO OU O SONHO DO HOMEM QUE CAPTUROU O TEMPO.


Rápidas (Sem revisão)


Orlando Pinheiro

...Num dia destes sonhei que estava na casa de minha amiga Luiza Válio em longa conversa com ela e a simpática Rute de Assis (que depois de casada virou Garcia, não sei se minha parente ou não) e sua filha Anay, muito preparada, dinâmica com grandes idéias tanto quanto a nossa anfitriã que no meu sonho, nos recebia na mesma sala ampla da Fazenda Bom Retiro do saudoso Gijo Válio, onde amiúde íamos naquele tempo pelas manhãs dos anos setenta tomar chimarrão com ele, petiscando saborosos torresminhos enquanto mitigávamos nossa fome de conhecimento político que o veterano nos explicava de cor e saltado como esta funcionava.

...O enredo desse sonho no qual reunia sem dúvida as mulheres pensantes e arrojadas, girava em torno da curiosidade feminina pelas minhas veredas teológicas. Lembro-me bem de ter dito a elas, pouco antes de acordar, que sobre história vétero ou néo testamentária. Ou mesmo sobre hermenêuticas complicadas iríamos longe na prosa pois eram temas da minha predileção, assim como a própria filosofia pura e teologia sistemática. Eu teria muita dificuldade se o assunto direcionasse para espiritualidade, área do pensamento humano dominada por divergências entre doutrina e tradição. Foi até surpreendente para as interlocutoras essa minha esquivada. Eu sou frio na área espiritual. Um São Tomé protestante. O intelectual e o espiritual nunca andam de mãos dadas. 

...Senti nesse sonho a falta das figuras admiráveis (no estrito sentido do termo), as duas loiras mais belas da cidade. A adorável Márcia Molitor e a queridíssima Cidinha Machado. Mas, voltando à conversa, como pode um pastor de almas ter dificuldade em lidar com a essência invisível do ser humano e por isso não ter intimidade com o supranatural, o transcendente, fatores importantes de todas as religiões do mundo. Provavelmente porque o espírito seja volátil demais e por isso seja difícil de alcançá-lo com minhas mãos pesadas demais, ou teria de me despojar do tosco, parco e mísero conhecimento humano. Prova disso, a multiplicação de templos indecisos e igrejas com doutrinas diferentes dentro do mesmo conceito. Observo, na religião como um todo, a mesma ufania semelhante dos torcedores de um time de futebol. 

...Por essa razão, depois de algum tempo de caminhada, decidi me dedicar somente à docência e me engajei num Instituto de Teologia aqui de Sorocaba para lecionar História da Religião, Filosofia e Antropologia. O ministério exerço quando precisam de alguém para levar a Palavra em alguns confins desses ermos do Vale do Ribeira, onde muitos não gostam de ir porque a pobreza por lá se aflora como um retrato em preto e branco, sem retoques, um triste cenário que destoa, cujo visual não agrada quem convive sempre nas grandes catedrais.

...Não sei definir se os longos anos de bancário, quando manipulava quantias inenarráveis, tenha observado o ser humano ávido por dinheiro como principal objetivo da minha falta de sensibilidade às coisas além do mundo materialista. O homem de grandes investimentos que acorre à um banco é sempre frio e calculista, como se fosse gente de pedra, com determinação para vender a mãe, a esposa e as filhas para conseguir um centavo à mais, porque a alma, esse leve sopro do desconhecido ele já vendeu há muito tempo e nem sabe por que preço. Isso me faz lembrar a parábola do louco que abastecia seus celeiros, quando alguém lhe pergunta: “Louco, que adianta ganhar o mundo inteiro e perder-se a si mesmo?” 

...Na minha infância de menino de pés descalços, ainda em tenra idade fui conduzido por mim mesmo (ou por mãos invisíveis), ao caminho espiritual. Foi diante do altar de todos os sacrifícios por conta de pessoas benfazejas adquiri conhecimento para seguir a estrada com sabedoria com discernimento. Por isso, me julgo privilegiado, conhecedor do “ping” e do “pong”, ou seja, uma leve bolinha bailando no centro de uma mesa, na mesma velocidade, espaço, peso e medida. Como saber com exatidão qual lado é diferente. Jamais tive um ponto de tensão com a minha igreja mãe e até me levantei contra a demolição do altar-mor tradicional. Sou contra sim, ao que se apregoa por aí em todos os meios de comunicação, por conta da manipulação da mesma mídia diabólica, a qual usa de mecanismo subliminar para pregar sofismas aos pobres incautos.

...Minhas descrenças me levam a pensar que determinadas atitudes sejam criminosas, principalmente quando deparam com o despreparo de pregadores apocalípticos, vendilhões de falsos milagres ao pobre sofrido e desamparado do próprio Estado. Gente capazes de transformar templos em malfadados hospitais, fazendo da oração placebo e ao invés de aliviar as dores das pessoas simples, aumentam o fardo da culpa imputando cargas pesada de pecado feito pedras, para que o efeito psicológico tenha efeito imediato. Isso é um crime. Nossa Constituição garante a liberdade de culto... Direito ninguém discute, mas enganar humildes é outra história. Em países de primeiro mundo, esses fenômenos de cura espirituais não existem. 

...Não sei como terminaria nossa reunião festiva e afetiva no meio de amigas tão queridas que me viram crescer na liberdade das ruas de pó de São Miguel Arcanjo, varridas pelo vento sul da tarde. A presença, ainda que de forma onírica, da bela Anay me encantou pela sua argumentação precisa. Como eu vivo, penso, respiro e até sonho com filosofia, penso que está na hora de deixar de lado o campo das idéias, das éticas e dialéticas para que na realidade a gente pudesse se reunir de verdade à volta de uma panela fumegante de virado de feijão bem caipira e vaticinar como os estoicos: 

Avancemos. 

Comamos e bebamos, pois amanhã morreremos.

...Até a semana.


DO BLOG DO BETO



ESSE É O ANO QUE DESEJO PARA TODOS OS BLOGUEIROS DO BEM. 


E LUIZA VÁLIO ENDOSSA.

domingo, 30 de dezembro de 2012

JOSÉ ROBERTO CARICATI



Faleceu no dia de ontem, às 15:46 horas, em São Miguel Arcanjo.
O extinto contava com 62 anos de idade.
Filho de Carlos Caricati e Clarisse Vieira Caricati, era solteiro e deixa o filho João Paulo.
O sepultamento foi realizado na manhã de hoje, saindo o féretro da sala 1 do velório da empresa Camargo para o Cemitério Municipal de São Miguel Arcanjo.
À família enlutada, nossos sentimentos.

Fonte: P. F. Camargo.

ÚLTIMO DOMINGO DE 2.012.

Como todos os dias, este último domingo do ano de 2.012 não volta mais.
Viva-o bem!
P A Z. 

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

UM TEXTO ESCRITO POR PAULO MANOEL SILVA FILHO.

quinta-feira, 13 de maio de 2010 
OU O BRASIL ACABA COM AS SAÚVAS, OU AS SAÚVAS ACABAM COM O BRASIL 

Quando o naturalista francês Auguste Saint-Hilaire fez pesquisas no Brasil, ainda no século XIX, ficou vivamente impressionado com os formigueiros e as variedades de formigas que infestavam os lugares por onde passou inclusive a temida saúva. 
Entre o espanto e a incredulidade, o famoso botânico vaticinou: “Ou o Brasil acaba com as saúvas ou as saúvas acabam com o Brasil”. 
A frase caiu no gosto dos literatos tupiniquins, tanto que o "Macunaíma" de Mário de Andrade fala sobre a falta de caráter que o caracteriza, que “pouca saúde e muita saúva, os males do Brasil são.” 
As lendas, os contos infantis e as histórias de carochinha nos dão conta de Príncipes que viram sapo, passarinho, cachorro e outros tipos de animais. 
Mas no Brasil os Príncipes há muito tempo estão virando saúva. Nas décadas de 50/60 uma frente de batalha fora aberta contra o pequeno animal em função da sua incontrolável capacidade de destruir tudo que encontrasse pela frente. 
Dotada de presas de uma eficiência extraordinária, a saúva assustou o meio rural brasileiro, ainda carente de modernas tecnologias necessárias ao combate das pragas no campo, pelos enormes prejuízos que causava com a sua fome desmesurada. Milho, café, e outras preciosas culturas, sucumbiam diante da poderosa formiga. 
Com o passar do tempo, os problemas criados pela saúva foram tomando uma dimensão administrável, novas tecnologias foram surgindo, seu combate foi ficando a cada dia mais eficaz – e ela deixou de ser o bicho-papão que se prenunciava. 
Mas ao se retirar do palco das emoções nacionais, a saúva deixou um herdeiro muito mais poderoso: o mau político, o tal do homem público corrompido. 
São os Príncipes de que nos fala Maquiavel. 
Para efeito externo parecem perfeitos. Bem vestidos, bem arrumados, falantes, envolventes. 
Interiormente, entretanto, deixam muito a desejar. 
Tem funções de comando, influenciam, administram muito dinheiro e, em todo momento, mexem com a vida de milhares e milhares de pessoas. 
Deveriam, como se vê, encarnar o papel de Príncipes tanto do ponto de vista político como no tocante ao espiritual. 
Mas nem sempre é assim... 
A diferença visual entre o Príncipe e a saúva é gritante. Moralmente a diferença deveria permanecer. 
Mas tem muito Príncipe trocando o caráter e as vestes de Príncipe, talares, solenes, majestáticas, espiritualmente abençoadas, pela vestimenta obscura, fétida, e moralmente desprezível da saúva. 
O Príncipe foi entronizado para edificar, construir, solidificar, consolidar, fortalecer. A saúva só existe para prejudicar, danificar, impedir, trabalhando tão somente em função de si mesma. 
À saúva pouco importa o que acontece quando, através de suas presas afiadas, põe abaixo a folha que dá sustentação ao fruto. A ela pouco importa se seu gesto vai gerar a fome ou a escassez de provisão para alguém. Ela quer cortar, se locupletar, cuidar do que é seu, levar suas vantagens. 
Quando um Príncipe vira saúva o estrago que causa à sociedade é enorme. De construtor passa a predador – e muitos sofrem em função dessa mudança. 
 Ah! Ia esquecendo de ressaltar a questão do cheiro. 
O Príncipe usa os melhores perfumes, as essências mais refinadas. Sua aparência exterior tem de estar em dia com os manuais da moda, da etiqueta, do social. O perfume que exala é muito importante para causar boa impressão. 
Já a saúva... Tem o cheiro do subterrâneo, do porão, de lugares escondidos, mal cheirosos, putrefatos. 
As obras do Príncipe são idealizadas à luz do sol e concretizadas para o bem comum. 
As obras da saúva se escondem da luz. Tudo que corta e carrega é levado para as sombras – para uso exclusivamente seu. 
Mas o destino é cruel com a saúva. Ela nunca deixará de ser saúva. Inclusive de ter as suas péssimas qualidades. 
Já o Príncipe tem retorno. Pode largar o cheiro, o odor, as vestes e o caráter da saúva e voltar a brilhar, a resplandecer na postura física, moral e espiritual de Príncipe. É só querer. 
Mas será que quer? 
As formigas cortadeiras existem há milhões de anos e são raras as espécies vegetais que elas não saibam atacar. A saúva tanto corta folhas em árvores gigantescas, deixa chover os pedaços, recolhe no chão; como corta arbustos, ervas e gramas. 
Já vi saúva cortando aguapé no banhado. 
Quando ela ataca, sabe ser tremendamente eficiente, sabe desfolhar um pomar inteiro em uma noite. 
Ela tem, também, uma fantástica capacidade de reprodução. Além disso, uma colônia de formigas cortadeiras, uma vez estabelecida, a não ser que seja exterminada pelo Homem, tem longevidade indefinida, pode enfraquecer, mas se recupera e não morre. 
Como numa sociedade humana, morrem os indivíduos, mas não morre o povo. 
O mais preocupante, em nossas atuais paisagens, especialmente nas paisagens agrícolas e suburbanas, a saúva já não tem inimigos naturais. 
O Tamanduá marcha para a extinção e os Tatus não vão muito atrás. 
E São Miguel, como estará? 
Temos ainda muitas saúvas? 
Estão em extinção? 
Ou resistem bravamente? 

- transcrito do seu sítio Chãomiguelense.

CARLOS CHAGAS:

O PT e o salário mínimo

Quando voltou ao governo em 1951, daquela vez eleito, Getúlio Vargas aumentou o salário mínimo em 100%. Cumpria a Constituição, que exigia para o trabalhador remuneração capaz de atendê-lo, e à sua família, com despesas de alimentação, habitação, vestuário, educação e até lazer. Desde que o presidente fora deposto, em 1945, o salário mínimo não aumentava, exigência dos neoliberais da época. O tempo passou, continuaram os mesmos de sempre a tripudiar sobre a grande massa e, para encurtar a conversa, registra-se a iniciativa da presidente Dilma Rousseff, de dar o reajuste de 9% para o menor salário nacional, que passa de 622 reais para 678 reais por mês. 
Não seria preciso dizer mais nada. O aumento suplantou a inflação, que não passará de 6%, mas, por isso, estará o trabalhador feliz? 
Quem conseguirá viver com essa merreca e, junto com sua família, alimentar-se, habitar, vestir-se, cuidar da educação dos filhos e até assistir uma das partidas da Copa das Confederações, com 678 reais mensais… Mesmo com o dobro seria impossível. 
Agora que já se fala na renovação do PT, seria bom que algum companheiro se indignasse, em vez de buscar nomeações na máquina do poder público, para não falar nos negócios fajutos a que se acostumaram. Inexistem sinais de o partido preocupar-se com o salário mínimo, mesmo sendo “do Trabalhador”. 

CADEIA TRANSFORMA!

PEDRO PALAZZO - Agência Estado

O bicheiro Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, 49, se casou nesta sexta-feira à noite, pouco depois das 20 horas, com a empresária Andressa Alves Mendonça, 30. 
A cerimônia foi realizada na residência do casal, na rua Lúpus, Condomínio Alphaville Residencial Cruzeiro do Sul, em Goiânia. 
O evento foi preparado para receber cerca de 50 convidados e foi fechado aos jornalistas. 
Os noivos não viajarão em lua de mel, pois Cachoeira tem que pedir autorização da Justiça para sair de Goiânia.

ALDEMIR MARTINS


Menina lendo, 1978
Aldemir Martins ( Brasil, 1922-2006) acrílico sobre tela, 90 x 116 cm.

LEITURA PARA UMA NOITE DE VERÃO.



Segundo o autor, "não há cidadania sem livro".

DESDE PERO VAZ...


E dali avistamos homens que andavam pela praia, uns sete ou oito, segundo disseram os navios pequenos que chegaram primeiro.
Então lançamos fora os batéis e esquifes. E logo vieram todos os capitães das naus a esta nau do Capitão-mor. E ali falaram. E o Capitão mandou em terra a Nicolau Coelho para ver aquele rio. E tanto que ele começou a ir-se para lá, acudiram pela praia homens aos dois e aos três, de maneira que, quando o batel chegou à boca do rio, já lá estavam dezoito ou vinte.
Pardos, nus, sem coisa alguma que lhes cobrisse suas vergonhas. Traziam arcos nas mãos, e suas setas. Vinham todos rijamente em direção ao batel. E Nicolau Coelho lhes fez sinal que pousassem os arcos. E eles os depuseram. Mas não pôde deles haver fala nem entendimento que aproveitasse, por o mar quebrar na costa. Somente arremessou-lhe um barrete vermelho e uma carapuça de linho que levava na cabeça, e um sombreiro preto. E um deles lhe arremessou um sombreiro de penas de ave, compridas, com uma copazinha de penas vermelhas e pardas, como de papagaio. E outro lhe deu um ramal grande de continhas brancas, miúdas que querem parecer de aljôfar, as quais peças creio que o Capitão manda a Vossa Alteza. E com isto se volveu às naus por ser tarde e não poder haver deles mais fala, por causa do mar.
Trecho da carta de Pero Vaz de Caminha  a El Rei D. Manuel I.
DESDE PERO VAZ, O POVO BRASILEIRO CONTINUA FEITO CRIANÇA E NU A PARTIR DA CABEÇA, QUERO DIZER, DO INTELECTO.

TRISTE PAÍS!

Do R7

Um levantamento solicitado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) mostra que pelo menos 1 milhão de casas ainda não possuem energia elétrica no Brasil. 
Dezessete distribuidoras apontaram quantas ligações ainda faltam ser feitas em suas áreas de atuação para que completem a universalização do acesso. 
Somadas, 1.001.572 casas ainda deverão receber o serviço.

VERGONHOSA SITUAÇÃO NO PAÍS ONDE O DINHEIRO DO POVO, QUE DEVERIA BENEFICIAR O PRÓPRIO POVO,  ESCORRE PELAS MALHAS DA CORRUPÇÃO!
COMO É QUE SERES HUMANOS PODEM VIVER COMO BICHOS, SEM ENERGIA?

ORGANIZAÇÃO POLÍTICA:

De um vereador sãomiguelense a ser empossado em janeiro/2.013:
- O que "sair por fora" eu divido com o Hélio Mori.
Se alguém souber o significado dessa expressão, me fale, por caridade, pelo amor dos meus sobrinhos e das futuras gerações.

PAT/PROCON SÃO ÓRGÃOS DISTINTOS.

Os PATs têm por objetivo a busca de alternativas para a inserção dos trabalhadores no mercado de trabalho, propiciando informações e orientações ao trabalhador na procura por emprego e, aos empregadores, na busca de recursos humanos, promovendo o encontro de ambos de maneira ágil, minimizando o custo social causado pelo desemprego. 
Concentram os serviços prestados pela Secretaria, sendo centros de referência das políticas públicas de geração de emprego e renda.
Nos PATs são oferecidos os serviços de Intermediação de Mão de Obra, Habilitação ao Seguro-Desemprego e Emissão de Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS. 
Nesses locais, as pessoas também podem se inscrever no Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ) e no Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (PADEF) – também gerenciados pela SERT.

Já o PROCON tem como objetivo principal equilibrar e harmonizar as relações entre consumidores e fornecedores.
Sua missão é planejar, coordenar e executar a política estadual de proteção e defesa do consumidor.
Atua no âmbito administrativo
 sem vinculação direta 
com o Poder Judiciário, desenvolvendo atividades nas mais diversas 
áreas de atuação.
Está vinculado à 
Secretaria da Justiça e 
da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo.
Em São Miguel Arcanjo, mesmo não tendo nenhuma relação entre si, ambos os órgãos funcionam no mesmo lugar, à Rua Comendador Dante Carraro, 1.168.
Oxalá o próximo prefeito faça o que tem que ser feito: separar esses dois organismos distintos.

O DIA EM QUE O PREFEITO MONTOU NUM PORCO.

Que o prefeito de São Miguel Arcanjo, Antonio Celso Mossin, outro dia entrou na sede do PAT/PROCON da cidade, a fim de despedir-se e desejar um Feliz Ano Novo para os servidores - 1 do PROCON e 2 do PAT - e foi logo brincando com eles:
- Vim aqui fazer um empréstimo!
Havia algumas pessoas no aguardo para serem atendidas que até ficaram surpresas; uma delas me mandou e-mail relatando o caso.
Os funcionários, claro, tiveram que explicar a ele que ali não era o BANCO DO POVO.
- Achei que era! - exclamou o prefeito. 
Prova de que BANCO DO POVO, PROCON e PAT, durante esses longos oito anos de governo do PSDB, não tiveram nenhum apoio e nem qualquer valorização do Executivo local.
Barbaridade!

HIRAM JÚNIOR.


Vice-prefeito de Itapetininga, Hiram Junior (DEM) deve lá ocupar a Secretaria de Governo.
Hiram é um político sério que deve servir de exemplo a outros políticos da região.

A QUANTAS ANDA O IMPOSTÔMETRO?

Agência Estado
SÃO PAULO - O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) vai atingir na noite de sexta-feira, 28, por volta das 19 horas, a marca de R$ 1,5 trilhão em tributos federais, estaduais e municipais pagos pelos brasileiros desde o primeiro dia do ano. Em 2011, o painel chegou à cifra um dia depois, em 29 de dezembro.
À meia-noite do dia 31, os tributos devem alcançar R$ 1,556 trilhão, alta de 2,91% na comparação com um ano antes, quando o Impostômetro marcou R$ 1,512 trilhão.
"Muitos painéis foram instalados por meio das associações comerciais do Estado, para que todos os brasileiros se habituem ainda mais a cobrar o retorno desse dinheiro em serviços públicos de qualidade", afirmou, em nota distribuída à imprensa, o presidente da ACSP, Rogério Amato.
A evolução do recolhimento dos tributos no ano pode ser acompanhada pelo site www.impostometro.com.br.

OS BANDIDOS AGRADECEM.

O Estado de S.Paulo/Opinião/Hoje

A cada Campanha Nacional do Desarmamento, como a que está sendo veiculada, a sociedade fica mais vulnerável, e os bandidos, mais à vontade. Os argumentos das autoridades permanecem mais ou menos os mesmos desde 2004, quando essas campanhas começaram: a defesa dos cidadãos cabe exclusivamente à polícia e disparos acidentais de armas de fogo provocam tragédias familiares. Não se discute que é preciso treinamento para manejar armas, como, de resto, é preciso treinamento para dirigir um carro, cujo mau uso o torna tão letal quanto um revólver. Já o argumento de que não cabe ao cidadão ter instrumentos adequados para se defender da ameaça de bandidos armados é ominoso.
O mote da campanha atual é: "Proteja sua família. Desarme-se". Trata-se de uma série de depoimentos de pais cujos filhos foram vítimas de disparos acidentais de armas de fogo. A intenção, segundo o Ministério da Justiça, é mostrar que não vale a pena correr os riscos que ter uma arma em casa implicam. "A arma é um excelente instrumento de ataque e um péssimo instrumento de defesa, principalmente para as pessoas que não têm habilidade em usá-la", disse a secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki. Segundo ela, "a sociedade tem o direito de exigir do Estado que qualifique e equipe muito bem os policiais para defendê-la", pois "essa é competência do policial, e não do cidadão".
Trata-se de um raciocínio primário. É óbvio que cabe ao Estado proteger seus cidadãos, pois é o Estado que detém o monopólio do uso legítimo da força. No entanto, como sabe qualquer cidadão letrado, esse monopólio tem sido diuturnamente desafiado pelo crime organizado e pela bandidagem em geral, que mesmo de dentro das penitenciárias conseguem fazer valer a lei da barbárie. Há cidadãos que desejam ter meios para enfrentar os criminosos caso os agentes do Estado não estejam por perto para fazê-lo, situação que é rotineira nas grandes cidades. A lei faculta a esses indivíduos o direito de proteger a si e a sua família da melhor maneira possível - é a chamada legítima defesa. Trata-se de uma questão pessoal, sobre a qual o Estado não pode jamais interferir, pois a lei não determina que os cidadãos devam ficar inertes ante a violência que eventualmente sofram.
Mas o discurso das campanhas de desarmamento transformou o ato de se defender em uma violência equivalente à cometida pelos bandidos - se não pior, porque os criminosos, de acordo com o sociologuês acadêmico que pauta esse debate, agem porque são vítimas do "sistema", enquanto os indivíduos que se defendem usando armas de fogo são, estes sim, elementos violentos. Somente neste ano, três inocentes que reagiram a assaltantes armados foram processados por crime de homicídio doloso triplamente qualificado. Em um dos casos, uma senhora de 86 anos cuja casa estava sendo assaltada, em Caxias do Sul (RS), pegou um velho revólver calibre 32 e conseguiu matar o ladrão a tiros. Como a arma não tinha registro, ela foi indiciada e se tornou ré, apesar de ter somente tentado proteger sua vida e seu patrimônio. Trata-se de um episódio exemplar dessa "equalização moral" entre bandidos e vítimas.
Ademais, de que valem campanhas de desarmamento se os bandidos têm enorme facilidade para obter seu arsenal, até mesmo sob as barbas da Justiça? Têm sido frequentes os assaltos a fóruns, onde ficam guardadas as armas e a munição apreendidas e que serão usadas como prova nos processos. Sem segurança adequada, esses locais são de "fácil acesso" para os criminosos. O caso mais recente ocorreu em Peruíbe, no litoral sul de São Paulo, em 2 de dezembro. Havia apenas um vigia no local, facilmente rendido.
O fato é que as campanhas de desarmamento não são a panaceia contra a violência, e a interpretação que se faz da legislação vigente trata o cidadão possuidor de armas como um delinquente. Isso só é possível num país em que as autoridades, para escamotear sua incompetência na área de segurança pública, atribuem a responsabilidade por parte da violência à própria vítima. Os bandidos agradecem.

2.012 É PASSADO!

Esta é a última sexta-feira do ano.
Que ela seja linda, leve e alvissareira, para que possamos planejar um reencontro com os nossos sonhos e atitudes deste ano que passou, pesando o que deu certo e o que deve ser jogado de vez para fora de nossa consciência para não chatear tanto.
Como sempre, todo ano deixa marcas que são as mesmas durante os trezentos e sessenta e cinco dias que se revezam a cada virada do calendário.
Parece que cada um de nós constrói um acervo ambulante em cujas gavetas guardam-se dores, perdas, alegrias, decepções, solidariedade, tristezas, lucros, amizades rompidas, carinhos acrescidos, amor nem sempre correspondido, problemas de relacionamentos, promessas de vingança, ódio, inveja, desprezo, projetos realizados, acontecimentos fortuitos.
O acervo se completou e deve ser limpo agora.
Para que novos amores, novos amigos, novas esperanças, novas conquistas venham a ocupar seu lugar de ordem no acervo. 
Quer queiramos ou não, é chegada a hora de darmos alívio ao coração.
2.012 É PASSADO! 

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

MARCELO DE ALMEIDA VALIO E O ESTRESSE:



Com o estresse cada vez mais presente na vida das pessoas, são muitas as buscas para melhorar a qualidade de vida e saber conviver de forma 
saudável com o ritmo turbulento do cotidiano. 
Recentemente, alguns dos 
maiores nomes da área médica e outros profissionais estiveram reunidos 
em São Paulo, para falar sobre o mal do século. 
O simpósio foi promovido 
pela Sociedade Brasileira de Medicina Funcional, presidida pelo médico 
prudentino Marcelo de Almeida Válio, especialista em Nutrologia e 
Biofeedback. 
Conversamos com ele sobre esse tema tão comentado:

- As pessoas usam a expressão “estou estressado” em diferentes situações, 
como em momentos de cansaço e ansiedade. Afinal, o que é o estresse?
Marcelo - Um conjunto de reações orgânicas e psíquicas que o organismo emite 
quando exposto a estímulo que o excite, irrite, amedronte ou faça muito 
feliz. Não é doença, sim uma tensão, física, mental e emocional, habitual na 
vida de todos. 

- Quais as conclusões do simpósio que o senhor promoveu? 
Marcelo - Que o estresse vem aumentando em todas as populações, independente 
de faixa etária, cor da pele ou padrão sócio econômico e são necessários d
iagnósticos mais precisos e precoces para tratar e prevenir. 

- Existe um perfil da pessoa que sofre de estresse? 
Marcelo - Não sei se poderíamos afirmar que existe um perfil do indivíduo e
stressado, mas algumas características como perfeccionismo, preocupação 
excessiva com problemas (reais ou imaginários), excesso de atividade física 
e mental. Pessoas altamente competitivas podem estar mais predispostas 
ao aparecimento das consequências do estresse. 

- As pessoas se estressam mais hoje do que antigamente? 
Marcelo - Vivemos num mundo altamente competitivo e com modificações de padrões e conceitos de forma muito acelerada, e o
 que se nota é que não estamos nos adaptando a estas mudanças de forma a conseguirmos lidar com o estresse de 
forma adequada para manter nossa integridade fisiológica. 

- Quais os primeiros sintomas? 
Marcelo - Depende da fase do estresse. Diante de um ou mais estímulos estressantes, (barulho, multidão, isolamento, fome, 
perigo, infecção, imaginação de uma ameaça ou lembrança de um evento perigoso) o indivíduo entra em estado de 
alerta para se proteger do perigo percebido e dá prioridade aos órgãos de defesa, ataque ou fuga. As reações 
corporais são: dilatação das pupilas; estimulação do coração(palpitação); respiração se altera(ofegante); frieza nas m
ãos e pés; tenção nos músculos; inibição da digestão; inibição da produção da saliva(boca seca). Na Segunda fase, 
denominada Resistência, persiste o desgaste necessário à manutenção do estado de alerta. Mas a mobilização de 
energia traz consequências como: redução da resistência do organismo; sensação de desgaste, cansaço e lapsos de 
memória; redução de testosterona; diminuição do apetite sexual; impotência; desequilíbrio ou supressão do ciclo 
menstrual, etc. A terceira fase é o esgotamento, com queda na imunidade e surgimento de doenças. 

- Como tratar? 
Marcelo 
- O tratamento é feito após um correto diagnóstico das fases do estresse. Podemos fazer questionários específicos 
para sinais e sintomas e percepções relacionadas ao estresse. Podemos fazer dosagens de hormônios e catecolaminas 
do tipo adrenalina, noradrenalina, cortisol, ACTH, etc... E como método de avaliação do Sistema Nervoso Autônomo 
(SNA), podemos usar a variabilidade da freqüência cardíaca para avaliar a atividade simpática e parassimpática. O 
Sistema nervoso autônomo é dividido em dois ramos (simpático e parassimpático). Para estarmos bem de saúde 
precisamos estar numa situação de funcionamento desse sistema que chamamos de equilíbrio autonômico ou 
homeostase vegetativa, onde existe atividade presente ou positiva desses dois ramos do SNA. A atividade simpática 
tem a ver com a liberação de adrenalina pelas glândulas suprarrenais, que a grosso modo, “acelera o indivíduo” 
(estresse). A atividade parassimpática tem a ver com a liberação de acetilcolina que “desacelera o indivíduo”, e as  d
uas palavras que melhor descrevem reações à atividade deste ramo do SNA são repouso e digestão (do inglês: 
rest and digest), dependendo dos níveis de atividade simpática e parassimpática teremos as diferentes fases do estresse. 

Marcelo de Almeida Valio 
Fone: (11) 5539-1568
SINOMAR.

ZULEIKA ALAMBERT, ADEUS!




A líder comunista e feminista Zuleika Alambert morreu hoje, aos 90 anos de idade.
Dois anos atrás, havia sido homenageada pela Assembleia do Rio de Janeiro. 
Nascida em Santos, Zuleika se estabeleceu no Rio depois de dez anos de exílio (1969/1979).
Ainda em Santos, durante a Segunda Guerra Mundial, Zuleika se engajou na Liga de Defesa Nacional, que combatia o Estado Novo e exigia o rompimento do governo Vargas com os países do Eixo. 
A feminista não mostrou entusiasmo com a primeira presidente brasileira e até criticou Dilma Rousseff pelo que considerou uma posição vacilante em relação à legalização do aborto, durante a campanha eleitoral.
Escreveu livros como "Uma jovem brasileira na URSS" (1953), "Estudantes fazem história" (1964), "Feminismo: O Ponto de Vista Marxista" (1986) e "Uma mulher na História" (2004). Ultimamente, Zuleika era a inspiradora do movimento de mulheres do Partido Popular Socialista (PPS), particularmente o Núcleo de Gênero Zuleika Alambert. 
Desde 2010, Zuleika estava com a saúde debilitada, inicialmente em função de uma fratura decorrente de uma queda. 
Ela também havia desenvolvido tumores no abdômen. 
Seu velório será nesta sexta (28), das 8h ao meio-dia, no cemitério Memorial do Carmo, no Caju (zona portuária do Rio). 
Depois, o corpo da escritora será cremado. (AE)

COMO A GLOBO POSTA UMA NOTÍCIA:



"Um técnico em manutenção de 58 anos de idade morreu esmagado por um elevador na tarde desta quarta-feira (26), em São Miguel Arcanjo (SP). 

Segundo a Polícia Militar, o homem fazia manutenção no elevador de cargas de um supermercado localizado na rua Julio Prestes, no centro da cidade. 

Durante a manutenção, o elevador, que estava no primeiro andar, cedeu e desceu até o andar térreo, caindo sobre o homem. 

O funcionário da empresa de elevadores morreu no local antes mesmo de receber atendimento médico. 

As Polícias Científica e Civil foram acionadas. 

U
ma investigação deverá identificar o motivo do acidente" . 

Do G1 Itapetininga e Região 


OBS: Que importa para a platinada o fato de a  vítima ter nome, ter família, esposa e filhos?
E por que ela não publicou que a tragédia aconteceu num dos supermercados da empresa Irmãos Silva?

“BOLSAS SUBORNO”


“Pode pagar que essa sociedade não reclama de nada. São todos uns ignorantes, idiotas, imbecis, corruptíveis ou subornáveis.” (Presidente de uma corruptocracia)
A Lei Geral da Copa editada em junho de 2013 – até agora sem nenhum suspiro de revolta coletiva sobre esse descalabro presidencial –, através de um dos seus artigos, concede aos jogadores de três copas do mundo um prêmio de R$ 100.000,00 (cem mil reais) – pagos imediatamente pelo Ministério dos Esportes, para titulares e reservas, além da garantia de uma aposentadoria pelo valor máximo que na época estava em torno de R$ 3.800,00 (três mil e oitocentos reais), sendo esta aposentadoria extensiva ao dependente no caso de morte do beneficiado, antes ou depois da entrega da bolsa suborno.
Considerando que muitos desses jogadores não precisam dessas “bolsas suborno”, diante da podridão moral e ética que assola o país, não nos surpreende que nenhum deles tenha se recusado a “bolsa suborno”, mais uma vez, demonstra o histórico nível de degeneração quase coletiva dos mais básicos valores que deveriam ser os fundamentos de uma sociedade séria, justa e digna.
Mesmo que alguns desses “felizardos” precisassem da grana dada, sem qualquer consulta a quem paga a conta dessa e de muitas outras sacanagens, isto é, os contribuintes, os beneficiados deveriam lembrar que milhões de cidadãos trabalham a vida toda para ganhar uma aposentadoria que mal lhes garante alimentação e nem o tratamento médico de que necessitam. É claro que isso seria pedir demais para alguns esportistas de uma sociedade que mantêm no poder os descarados e comprovados estelionatários da política que controlam o país através do assistencialismo, do suborno e da corrupção.
Pior ainda do que qualquer reação relevante da sociedade, principalmente da classe dos aposentados que passaram a vida trabalhando para ter direito ao benefício, é o silêncio do Ministério Público e do Parlamento, ambos parcialmente ou totalmente servis a um desgoverno fascista.
Está configurado no país o instrumento do suborno descarado ou disfarçado para o esporte, assim como para a classe dos artistas, tendo alguns tão felizes com a sacanagem com os contribuintes que até declaram que “roubar pode ser necessário para governar”, coisa de gente canalha.
Uma das desculpas oficiais para a concessão dessas “bolsas suborno” é que os jogadores beneficiados, titulares e reservas, trouxeram muitas alegrias ao povo brasileiro.
- Pode existir boçalidade vomitada por um representante do desgoverno petista maior do que essa?
Se o negócio é premiar com indenizações e aposentadorias para quem traz alegria ao povo então se justificam outras bolsas tipo “bolsas sambista”, “bolsas bunda carnavalesca”, “bolsas prostituta” para quem dorme com políticos – com valor maior para quem dorme com presidente líder de ignorantes, idiotas, imbecis e corruptos –, e por aí vai.
Interessante frisar que os contribuintes feitos de idiotas e palhaços do Circo do Retirante Pinóquio são os mesmos que lotam os estádios e os shows dos artistas, que compram seus cds ou seus dvds, e passam horas assistindo as novelas da TV Globo, dando audiência a essa absurda forma de propagação da degeneração de valores familiares, morais e éticos, sendo muitos desses lacaios do petismo subornados para distrair milhões de idiotas e imbecis escravos dessa corruptocracia fascista que controla o país.
Diante de um comportamento tão moralmente promíscuo de nossa sociedade, quem pode ainda levar o Brasil a sério? – Somente aqueles que estão se aproveitando de nossa covardia, omissão e passividade, para usufruir lucros através da cumplicidade com os desgovernos mais corruptos e safados de nossa história.
Como muito bem coloca Átila Nunes, isso é uma tapa na cara de todos os brasileiros que, quando se aposentam, depois de uma vida de trabalho, estão longe de ganhar o que agora está sendo presenteado pelo desgoverno petista aos atletas. Como nossa sociedade está demonstrando sua covardia e omissão por natureza é claro que todos vão oferecer o outro lado de sua face para muitos outros tapas da corruptocracia fascista que domina o país.
Geraldo Almendra
27/12/2012
Transcrito do blog do Beto 

FILOSOFIA DE SILMARA Y. MENDEZ SOBRE O NATAL:

"Se você tem condições de dar uma boa ceia natalina, mas com os princípios divinos no coração, amando e respeitando o que o Filho de Deus ensinou e transmitiu em sua passagem na terra, qual o problema???
10000000 mil ter Jesus com ou sem uma mesa natalina farta ou simples, do que na noite do Natal ficar "enterrado" em uma igreja dando vivas e não sentir nada, sair de lá, ou pior, sair da "Casa de Deus" falando mal das pessoas que estavam presentes, da decoração do ambiente e da roupa dos integrantes que se encontravam no mesmo local.
Pudemos oferecer uma boa ceia para a minha FAMÍLIA, coloco em maiúscula as letras, porque eu realmente tenho uma família que segue os princípios Cristãos, que ama e se dedica ao próximo, que tem em mente o aprimoramento moral e espiritual, se serve de exemplo de dignidade e honestidade, que vive dentro da verdade, custe a quem custar. 
Não troco minha mesa farta, minha família, por uma falsa modéstia e uma falsa crença de um Jesus que nasce pelos presentes, ou por um Deus que quer apenas seu jejum ou sua visita na igreja. 
Nosso Jesus nasce todos os dias em nosso coração e em nossas vidas!".


FILOSOFIA DE ORLANDO PINHEIRO:


"A demonstração da opulência nascida na Idade Média e que permanece viva e ditando regras no mundo capitalista nunca esteve ligada à simplicidade do cristianismo. 
Agora, quanto aos maus estarem na igreja é porque quando Deus precisou dos bons eles estavam entretidos nos shoppings, no templo do deus gastança, ou em busca do vale da carcaça perdida.
Natal é a história de um menino humilde que transformou o mundo num tempo em que não havia ceia. 
Perdão, havia sim... aquela última, na qual ele foi traído". 









As fotos são do face do autor, em Copacabana/RJ, Natal/ 2.012.

MAURO RODRIGUES DO AMARAL

Faleceu no dia de ontem, às 14:30 horas, em São Miguel Arcanjo.
O extinto contava com 58 anos de idade e era filho de Olímpio Rodrigues do Amaral e Nazília Paulino do Amaral.
Casado com a senhora Marlene de Fátima do Amaral, deixa os filhos Mauro e Michele.
O sepultamento ocorre neste momento no Cemitério São João Batista, em São Miguel Arcanjo.
Que Deus ampare a dona Nazília, o irmão Adão, os filhos e a esposa.
  

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

NOVAS REGRAS DE TRÂNSITO


Os valores das penalidades para quem infringir as regras impostas variam entre R$ 53,20 e R$ 957,70, e marcam na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) entre três e sete pontos de acordo com o grau de infração. 

As infrações tidas como leves, que equivalem a três pontos na habilitação e multa de R$ 53,20, são estas: 
1. usar luz alta em via iluminada, 
2. buzinar prolongadamente entre as 22 e as 6 horas, 
3. ultrapassar veículos em cortejo, 
4. conduzir sem portar documentos obrigatórios (e ainda a retenção do veículo), 
5. e estacionar afastado mais de 50 cm da calçada. 
Já as infrações médias, cujos valores cobrados são de R$ 86,13 e quatro pontos na carteira, são estas: 
1. atirar lixo na via pública, 
2. dirigir com fone de ouvido ou celular, 
3. parar por falta de combustível (também remoção do veículo), 4. estacionar a menos de 5 m da esquina (remoção do veículo), 5. dirigir com uma só mão ou com o braço do lado de fora, 
6. estacionar na contramão, 
7. e excesso de velocidade até 20% acima da rodovia ou trânsito rápido ou 50% acima da via de trânsito local.
E as infrações graves, que resultam em cinco pontos na habilitação, custam R$ 127,69 ao infrator: 
1. conversão à direita ou à esquerda proibida, 
2. não transferir o veículo em 30 dias, 
3. não manter distância lateral ou frontal, 
4. seguir veículo de urgência (bombeiro, ambulância, polícia), 
5. conversão em locais proibidos, 
6. não dar seta para conversão, 
7. ultrapassar pelo acostamento, 
8. transitar em marcha a ré em trechos longos ou com perigo, 
9. e ultrapassar veículo em fila ou sinal.
Além dessas penalidades que rendem a pontuação e a multa, outras acarretam ainda a retenção do veículo, tais como: 
1. veículo sem acionar limpador de para-brisa na chuva, 
2. motorista ou passageiro sem cinto de segurança, 
3. conduzir veículo em mau estado de conservação, 
4. veículo expelindo fumaça ou gás em nível superior ao permitido, 
5. não usar cinto de segurança, 
6. e usar farol desregulado ou luz alta. E os veículos são removidos quando o condutor estaciona na calçada, em fila dupla, em viadutos ou túneis ou pontes.
O condutor que infringir a lei pagará R$ 191,54 e terá o veículo apreendido quando dirigir com a habilitação vencida há mais de 30 dias e rodar com o veículo sem placa ou licenciamento. 
O condutor que estiver dirigindo sem óculos obrigatório terá a CHN e o veículo retidos.
Aquele que entregar o veículo a pessoa sem condições terá a retenção do veículo. 
O mesmo valor será pago por quem estacionar na pista das estradas e dirigir ou exibir manobra perigosa; para estes haverá ainda a remoção do veículo. 
Também o motorista que for pego conduzindo moto sem capacete, ter passageiro da moto sem capacete, e conduzindo moto com farol apagado será multado em R$ 191,54 e terá o direito de dirigir suspenso e a CNH retida.
Transportar criança sem proteção rende o mesmo valor de multa e a retenção do veículo, assim como dirigir ameaçando pedestres, que rende ainda a retenção da habilitação, do veículo, suspensão do direito de dirigir, e o recolhimento do documento de habilitação.
Transportar passageiro no compartimento de carga rende a multa e a apreensão e retenção do veículo. 
O veículo será apreendido e removido, quando o infrator que o estiver dirigindo bloquear via com o veículo, e ainda terá suspenso o direito de dirigir e a retenção da CHN ao transpor bloqueio policial. Para estes a multa é de R$ 191,54.
Já o valor de R$ 574, e os sete pontos na carteira, serão aplicados aos que dirigirem sem ser habilitados (e a apreensão do veículo). Valor igual pagará o motorista que transitar 50% acima da velocidade máxima permitida, além de acompanhar a apreensão e remoção do veículo, e suspensão do direito de dirigir e retenção da habilitação. 
Entretanto o maior valor de multa – R$ 957,70 – está em infrações como:
1. dirigir com CNH cassada ou suspensa (e apreensão do veículo), 
2. não prestar socorro à vítima (suspensão do direito de dirigir, retenção da CHN, remoção do veículo e detenção de seis meses a três anos), 
3. e quem promover ou participar de competição, exibição, rachas e demonstração de perícia paga a multa, tem sete pontos na carteira, tem o direito de dirigir suspenso, vê a apreensão e remoção do veículo, tem a habilitação cassada e detenção de seis meses a três anos.
Já dirigir sob efeito de álcool ou outro entorpecente resulta em: 
1. cassação da CHN, 
2. retenção e remoção do veículo, 
3. suspensão do direito de dirigir, 
4. e detenção de seis meses a três anos.
Fonte: Diário de Sorocaba.

HAJA POLICIAMENTO PARA FISCALIZAR TUDO ISSO!